Hidemário de Lima

Transplantado de rim


Com apenas 22 anos de idade fui diagnosticado portador de uma doença autoimune, o Lúpus.  Nesse mesmo período, tive a notícia de que seria pai de gêmeos, fazendo com que eu intensificasse minha jornada de trabalho para que nada faltasse às crianças.  Nessa época, apesar de ter percebido alguns sinais de que minha saúde não estava bem, utilizava-me da desculpa da falta de tempo para adiar a visita ao médico.

Depois de algumas crises de hipertensão, procurei auxílio médico e descobriram que meus rins estavam paralisados. Eu precisava de um transplante de rim para viver.

Por cerca de 8 anos, enquanto eu esperava, fui submetido à hemodiálise. O tratamento, feito 3 vezes por semana, tornou-se minha vida. A diálise não é vida, mas o adiamento da morte.

Em 2011 consegui um rim compatível e ganhei de volta a minha liberdade! Alguém me abençoou, dando-me uma segunda chance de vida. Hoje posso ver meus filhos crescerem e viver feliz ao lado das pessoas que amo.

O Instituto do Bem alerta da importância e grandiosidade do gesto de doação de órgãos. Você pode salvar vidas! Declare-se doador. Informe a sua família dessa notável decisão! Doe vida!

 

 

PATROCÍNIO

APOIO