João Gabriel Oliveira dos Santos

"Conheci o Instituto do Bem em Dezembro de 2016 quando meu filho estava internado e chegou no estágio IV da doença renal crônica. A médica que o acompanhava colocou o transplante como uma possibilidade e entrou em contato com a Assistente Social do Instituto do Bem, que imediatamente foi até o hospital para levar um formulário necessário para requerer o tratamento fora de domicílio, para que assim meu filho pudesse viajar até São Paulo e dar entrada na lista de espera de lá. Desse dia em diante, apesar de todas as dificuldades, sempre que a coisa aperta, sei que tenho a quem recorrer. Alguns momentos especiais foram construídas na relação com essa instituição, como quando meu filho foi chamado para o transplante, e tivemos que correr as pressas ao aeroporto, ou quando tive problemas com transporte, tendo que superar as amarras do serviço público, ou ainda em uma consulta extra com cardiologista pediátrico. Sinto que existe um suporte, e uma rede de apoio. Em pouco mais um ano construímos uma relação de carinho, cumplicidade e, principalmente. gratidão." Simone Campelo de Oliveira (mãe de João Gabriel participante do criança ativa)